Persona: o que é e como definir para o seu negócio?

Índice de conteúdo

persona

Para os negócios que utilizam estratégias de marketing digital, definir a persona é parte essencial do planejamento. É com a definição desse tipo de cliente ideal que se torna mais fácil pensar nas produções de conteúdos que irão orientar o público do seu negócio. 

Essa definição permite que o estabelecimento construa uma estratégia sólida, que traga resultados. Sem uma persona, as ações não são feitas de modo assertivo, podendo, inclusive, não trazer os efeitos que a empresa deseja.

Sendo assim, a criação de uma persona ajuda em todos os âmbitos da empresa, principalmente no setor de marketing, que consegue ter um direcionamento para as suas atividades.

Por isso, continue a leitura deste conteúdo para entender mais sobre o conceito de persona e o passo a passo para criar seu tipo de cliente ideal.

 

Veja também: Como funciona uma Agência de Marketing Digital?

 

O que é persona?

A persona é a representação semi fictícia do cliente ideal de um negócio. Diferente do que se pensa, tudo é baseado em informações verídicas, nada é inventado ou pressuposto. 

Por meio de alguns canais, é possível adquirir informações que permitem traçar um perfil dos indivíduos que o negócio atinge. Esses dados são mais detalhados, e podem ser:

  • Idade;
  • Profissão;
  • Hábitos comportamentais;
  • Preferências pessoais;
  • Entre outros.

Com esses requisitos, o estabelecimento consegue compreender os clientes de forma humanizada, assim, não se pensa em um grupo como um todo para atingir: aqui é criado um perfil de um indivíduo com preferências e gostos.

Isso ajuda na criação das ações que devem ser tomadas, sendo possível pensar em soluções mais direcionadas e específicas, proporcionando, como consequência, uma produção mais assertiva e que contribui para o sucesso da estratégia. 

Desse modo, até mesmo uma empresa de lacre adesivos deve pensar em estabelecer a sua persona para iniciar seu trabalho e garantir que suas estratégias sejam desenvolvidas pensando no seu tipo de cliente ideal. 

 

Qual a importância da persona?

Definir a persona em uma estratégia pode trazer alguns benefícios para uma empresa que, além de melhorar as técnicas que adotam, podem também definir qual o tipo de produções que mais interessam as personas.

Logo, o desafio de tentar fazer produções que tragam mais engajamento pode ficar mais facilitado. Isso porque pode ser mais complexo pensar na produção de conteúdos só tendo em mãos informações gerais, sem detalhamentos. 

Assim, se uma das prioridades de uma empresa de placas informativas personalizadas é aumentar o número de pessoas que visualizem o conteúdo, por exemplo, ter a persona estabelecida pode ajudar nessa meta.

Além disso, com esse conhecimento, tem-se a possibilidade de construir produções direcionadas e que agradem esses indivíduos, isso porque de acordo com a característica de cada persona, a linguagem e o estilo mudam. 

O que é produzido para pessoas idosas não é feito da mesma forma para os jovens. Afinal, cada um desses grupos consome conteúdos de maneiras diferentes. 

Pensando nisso, todos os dados que foram estabelecidos ajudam na criação de estratégias mais assertivas. E com isso, tem-se mais detalhes que contribuem para desenvolver as tarefas de acordo com a realidade do negócio.

Assim, conforme o ramo da empresa, soluções que ajudem a persona nesse sentido são mais bem elaboradas.  

É por isso que uma gráfica que produz panfleto inauguração precisa estabelecer quem é o seu consumidor ideal, para que nada que produzido seja em vão. Perder tempo e orçamento com materiais que não trazem efeitos não é interessante para nenhum comércio. 

Portanto, a definição de uma persona para uma estratégia pode colaborar em várias decisões de um comércio que desejam ter mais assertividade nas tarefas, além de poder compreender melhor o seu público, podendo fazer produções focadas neles. 

Mas, afinal, persona é a mesma coisa que público-alvo?

o que é persona

É muito comum que haja confusão entre as duas definições, uma vez que, em alguns casos, as tratam como sinônimos. No entanto, o conceito de persona e público-alvo são completamente diferentes.

Uma trata-se de uma definição mais geral, que é o caso do público-alvo. Já a persona tem mais detalhamento em suas características. Logo, com essa última, é possível se aproximar ainda mais dos indivíduos, isso porque essa construção é feita de forma personalizada. 

Sendo assim, o público de uma escola de ensino médio particular são adolescentes, já um exemplo de persona seria definida como: “Marcos, 19 anos, quer ser médico veterinário, sua família é de classe alta, gosta dos animais, é vegano e luta por causas sociais.”

Portanto, a diferença é que o público-alvo é mais abrangente e pode ser encontrado na sociedade em geral. Já a persona, diz respeito ao consumidor ideal. 

Em alguns casos, é possível ter mais de uma persona caso ela seja muito segmentada, porém, deve-se tomar cuidado com a quantidade desses perfis. Afinal, o excesso pode contribuir para que se perca o foco. 

 

Receba dicas e materiais exclusivos!

Também não gostamos de SPAM e prometemos manter o teu endereço de e-mail seguro.

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade e com os Termos de Uso.

 

Como criar a persona de um negócio?

Agora que já sabemos por que é importante criar uma persona, a seguir, vamos aprender o passo a passo para conseguir elaborar uma para o seu negócio.

Pensando que para definir essa parte do planejamento é necessário adquirir algumas informações para completar o perfil. 

Tudo pode ser feito em um arquivo que depois deve ser disponibilizado para a equipe.

Além disso, para chegar na definição de um perfil final, é preciso que muitas perguntas sejam respondidas. Com base nas respostas, pode-se construir o perfil do consumidor ideal que corresponde a sua empresa.

 

1 – Faça pesquisas

Não tem como descobrir os comportamentos e informações mais verídicas sobre o seu público sem realizar uma pesquisa. Por isso, esse é o principal meio para se ter os dados necessários para a criação. 

Logo, o comércio pode optar por uma pesquisa fechada com respostas diretas, por meio de alternativas. 

Por outro lado, também pode ser feito um questionário mais aberto, permitindo respostas abrangentes do entrevistado. Isso vai depender do objetivo que se deseja alcançar.

Nesta última opção, existe a possibilidade de conseguir captar hábitos que o primeiro não conseguiria. Sendo assim, não importa o formato, o essencial é realizar as questões para se ter mais conhecimento sobre o público. 

Nesse sentido, uma empresa de grande painel de publicidade deve elaborar uma pesquisa que responda às suas principais questões, para que seja possível prosseguir com a criação do consumidor ideal. 

 

2 – Escolha as perguntas

Você já vai fazer o questionário, mas de nada vai adiantar se as perguntas que forem essenciais de serem feitas não forem incluídas no formulário. Para que isso não aconteça é preciso que se selecione quais são as questões. 

Aqui deve-se pensar no que o negócio precisa saber. Por isso, é preciso incluir questões de comportamentos como hobbies, atividades de lazer, gostos dentre outras coisas que permitem que se desenhe um perfil com mais detalhes. 

Por isso, o momento de seleção deve ser feito com extremo cuidado por uma empresa de sala reunião pequena, isso porque a falta de respostas prejudica na definição e em como as ações serão construídas. 

 

3 – Aplique a pesquisa

Depois de tudo definido e de ter a pesquisa elaborada de acordo com as preferências do ambiente, chegou o momento de procurar indivíduos que estejam aptos a responder. Podem ser consultados tanto leads (possíveis clientes) como clientes antigos. 

A aplicação não precisa ser de forma física, podendo ser usadas landing pages para isso, por exemplo. Assim, o formato online também vale para este momento.

No entanto, talvez dez respostas não sejam o suficiente para conseguir fazer uma análise adequada. Por isso, faça a pesquisa com o maior número de indivíduos possível. Assim, se tem uma boa base de dados que permite uma comparação. 

Desse modo, é isso que uma empresa de motoboy expresso deve fazer: não basta apenas estruturar o questionário, ela precisa pensar em formas de aplicá-lo para conseguir dados relevantes que a ajudem a entender o seu público.

 

4 – Insira um nome

Ao pensar na elaboração do perfil, colocar um nome pode facilitar a sua estratégia. Esse é um modo de deixar as coisas próximas da realidade. Além de que o nome também ajuda nos debates que surgiram durante a criação de táticas. 

Em sua campanha, o ideal é que promotores para eventos se direcionam para alguém em específico, e dar um nome para a sua persona contribui para essa tarefa.

Por fim, analise os resultados e monte a persona de acordo com as informações adquiridas. 

 

Conclusão

A definição adequada de uma persona auxilia uma empresa a alcançar as suas metas por meio da produção de conteúdo adequado e assertivo, sem desperdício de tempo. 

Além disso, é possível melhorar a comunicação e ter muitos benefícios na estratégia. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Pronto para criar uma estratégia personalizada para alcançar as metas do seu negócio?

Conte-nos mais sobre sua empresa e seus objetivos de negócio que nós o ajudaremos a traçar a estratégia ideal para alcançá-los.

Inbound Marketing